MENU

Como é que o local de trabalho influencia a produtividade e o bem-estar dos profissionais?

Como é que o local de trabalho influencia a produtividade e o bem-estar dos profissionais?

Recentemente a revista Forbes publicou um artigo que fazia um paralelismo muito interessante entre a experiência do colaborador (EX-Employee Experience) e a experiência do cliente (CX-Customer Experience). Muitos líderes da economia moderna já começaram a fazer uma correlação positiva entre estas duas dimensões, contudo há ainda um longo caminho para que as empresas deixem de estar unicamente focadas nas expectativas e na satisfação do clientes.

A questão é muito simples e tem sido repetida por muitos líderes de opinião nos últimos anos: Se um colaborador não estiver satisfeito, nunca estará motivado para prestar um serviço de qualidade ao cliente.

No que respeita à produtividade e bem-estar dos profissionais, há factores que as empresas não conseguem controlar, contudo, há vários aspectos que dependem directamente das organizações, como sejam o investimento na formação dos colaboradores, no conforto do espaço de trabalho e políticas de flexibilidade laboral e promoção do equilíbrio entre vida pessoal e profissional.

Actualmente o local de trabalho é um dos principais factores de atracção e retenção de talento. As empresas já perceberam que os modelos de trabalho têm uma grande influência na produtividade e a forma como é encarado pelas novas gerações, nomeadamente os Millennials e a recém-chegada Geração Z, veio alterar definitivamente este paradigma e lançar novos desafios aos gestores de pequenas e grandes organizações.

Dados recentes da consultora Gallup indicam que os profissionais nos EUA apresentam níveis baixíssimos de envolvimento com o seu local de trabalho - 70% dos profissionais inquiridos afirma não estar alinhado com o local de trabalho e a respectiva empresa (Gallup Report: Employee Engagement in U.S.).

Face a esta realidade, o que deveremos fazer para melhorar os níveis de felicidade no trabalho? Seguindo o exemplo de milhares de empresas que têm sido reconhecidas pelo Great Place to Work®, há uma clara tendência para as organizações apostarem em espaços que valorizem o bem-estar dos profissionais, quer seja através de escritórios onde podem trabalhar com maior privacidade e concentração, áreas de lazer e relaxamento, ou zonas lounge onde os profissionais poderão fazer pausas durante o dia e beber um café ou chá enquanto descansam ou têm uma reunião informal num sofá confortável.

A criação de vários ambientes de trabalho no mesmo local é uma das tendências-chave dos novos espaços de trabalho, indo claramente ao encontro das necessidades dos profissionais que apreciam esta versatilidade e, acima de tudo, a oportunidade de trabalhar onde se sentem mais felizes e produtivos.

Os espaços de coworking fazem parte desta nova realidade, e há cada vez mais empresas a optar por este modelo de trabalho, não só pela racionalização de custos, mas acima de tudo pela flexibilidade, pela possibilidade de contacto com outras empresas, evitando o isolamento e criando oportunidades de sinergias e networking.

O "Employee Experience" veio para ficar e os espaços de trabalho fazem parte deste novo mundo.

ARTIGOS ASSINATURA CG

 

 

 

“Para ter um negócio de sucesso, alguém, algum dia, teve que tomar uma atitude de coragem.”- Peter Drucker