MENU

5 maneiras fáceis de dar apoio emocional aos seus colaboradores (e evitar o burnout)

5 maneiras fáceis de dar apoio emocional aos seus colaboradores (e evitar o burnout)

O stress afeta-nos a todos de forma diferente, e emocionalmente estamos todos em diferentes fases de lidar com crises.

Como nos ajudamos uns aos outros, aos nossos colaboradores e à nossa cultura empresarial num momento difícil e avassalador?

Como apoiar o bem-estar dos colaboradores

1. Dar um "livre-trânsito” um ao outro

Um executivo de uma empresa com quem trabalhamos disse: "Temos de nos dar a nós próprios, e uns aos outros, um 'livre-trânsito'."

O "livre-trânsito" a que se referiam? É outra forma de dizer que temos de praticar o perdão de várias maneiras:

Trabalho

  • Pergunte-se o seguinte: todas as suas tarefas precisam de ser concluídas agora? Ou pode esperar até ao início do próximo ano, quando os colaboradores e clientes estarão num melhor estado de espírito?

Emoções

  • Dê aos seus colegas e colaboradores o benefício da dúvida
  • Interiorizar que todos com quem interage está a lutar para trabalhar e viver neste momento difícil, e de maneiras que podemos nunca conhecer ou entender completamente
  • Assumir que todos estão a agir com boas intenções; quando alguém age de forma atípica na sua direção, evite levá-lo pessoalmente
  • Mostre paciência e compaixão por si mesmo e pelos outros

2. Pergunte como está

O nosso CEO iniciou uma recente conversa um-a-um, perguntando-me como estava eu com tudo o que se passava à minha volta

Parece uma coisa tão pequena, mas foi surpreendentemente útil. Quando comecei a falar com ele, tornou-se claro o quanto tudo à minha volta estava a ocupar o meu pensamento e as minhas emoções. Depois de dar expor o que estava na minha mente, senti-me mais calmo, mais claro e mais capaz de me concentrar noutras coisas.

O meu CEO não tentou sequer corrigir nada do que eu disse, simplesmente ouviu.

Este é um presente fácil que todos os líderes podem dar ás suas pessoas, e leva apenas alguns minutos.

Uma forma mais formal de fazer o check-in é enviar um pulse survey.  Não só um inquérito aos colaboradores pode tirar as suposições do que está a causar o burnout, como também, pode ser uma forma de ter menos confronto para os colaboradores que não se sentem à vontade a falar um para um.

3. Pratique mindfulness e meditação

Recentemente, a equipa de Lisboa da GPTW® aproveitou para deslocar-se ao Porto e encontrar-se com vários clientes.

Passámos o dia de reunião em reunião, de um lado para o outro. Até que quando nos sentámos para iniciar reunião da última visita do dia, a nossa cliente sugeriu que antes de começarmos fizéssemos um simples exercício:

  • Fechar os olhos
  • Limpar as nossas mentes
  • Respirar fundo

Pesquisas demonstram que técnicas de relaxamento como a respiração profunda contrariam a resposta do nosso corpo ao stress, incluindo o stress relacionado com o trabalho.

Iniciar ou terminar reuniões com alguns minutos de tempo calmo e respiração profunda não só encoraja o autocuidado com as suas pessoas, como também pode trazer alívio tangível ao stress que todos carregamos.

4. Encorajar a gratidão

Vivemos num mundo onde a dor e a tragédia dominam os nossos meios de comunicação. Isto é particularmente verdade em tempos de crise.

Embora não possamos controlar os hábitos de consumo dos nossos colegas, podemos dar pequenos passos para tentar influenciar positivamente a perspetiva de todos.

Acabar com as reuniões pedindo aos colaboradores que partilhem uma coisa pela qual se sintam gratos ajuda-nos a parar brevemente as nossas mentes para estarmos presentes e gratos. Esta mudança temporária de foco pode fornecer uma infusão bem necessária de vibrações positivas.

5. Relembre os colaboradores para praticarem autocuidado

Sob stress, é natural sentir que deveríamos estar a fazer mais, quer seja:

  • Relacionado com uma distração de pessoal fora do trabalho
  • Mais preocupação em cumprir objetivos
  • Receio de ficar desempregados se não fizermos mais do que nunca para mostrar que somos indispensáveis.

Sob as melhores circunstâncias, muitos de nós temos dificuldade em cuidar de nós mesmos, optando por nos preocupar em cuidar de todos os outros. Estas não são as melhores circunstâncias, e é mais importante do que nunca ter certeza de que estamos a tomar o tempo necessário para cuidar de nós mesmos.

Quando os líderes encorajam e modelam o autocuidado, dá permissão aos colaboradores para fazerem o mesmo. Relembre os colaboradores:

  • Nestas circunstâncias, todos nós seremos menos produtivos
  • Queremos que todos façam pausas para se exercitarem, deem tempo e atenção aos seus filhos e entes queridos e descansem mais.
  • Formas de praticar autocuidado

O seu encorajamento irá apoiar esta importante necessidade.

É hora de verificar o bem-estar das suas pessoas

Empresas saudáveis acompanham o bem-estar dos seus colaboradores através de inquéritos regulares aos colaboradores. Pergunte-nos como a nossa pesquisa Trust Index© pode ajudá-lo hoje.


GPTW